Campanha de Natal 2009

11 Dezembro 2009

campanha

Anúncios

Tartarugas Marinhas na FATACIL 2009

19 Junho 2009

Logo_Lagoa_redA colaboração da Câmara Municipal de Lagoa com a Universidade do Algarve, no âmbito da Iniciativa para a Conservação de Tartarugas Marinhas na Ilha de Santiago – Cabo Verde, tem já tradição.

Em 2009, essa colaboração vai traduzir-se, entre outras vertentes, na disponibilização de um stand na zona nobre da FATACIL 2009, para a apresentação e divulgação das actividades da UAlg, em torno da conservação deste património natural em risco de extinção.

Esse espaço permitirá assim, entre 21 e 30 de Agosto próximo, mostrar no Algarve parte do trabalho que desde 2007 vem decorrendo nas localidades de Praia Baixo e Achada Baleia, concelho de São Domingos, ilha de Santiago, Cabo Verde. Permitirá, também, distribuir material informativo, vender t-shirts e outros produtos de merchandising, angariar donativos e, com todas essas receitas, reforçar cada vez mais as actividades em curso, que vão contribuindo efectivamente para travar a extinção das tartarugas marinhas.

O Programa SADA, da Ilha do Príncipe, mostrar-se-á publicamente no Algarve, nessa ocasião, pela primeira vez. A estratégia de angariação de algumas receitas decorrerá de igual forma. Espera-se, assim, que não só em Cabo Verde, mas também em São Tomé e Príncipe, a presença da UAlg possa ser reforçada e a extinção das tartarugas marinhas evitada!

Até porque A EXTINÇÃO, quando ocorre, É PARA SEMPRE


Tartarugas de Cabo Verde entre as 7 Maravilhas do Atlântico

29 Março 2009

O Expresso, o semanário português de referência e maior índice de leitura, procurou, procurou e encontrou as Sete Maravilhas do Atlântico. Apresentou-as aos seus leitores no passado sábado, 28 de Março, na edição em papel, e também na sua edição online, no dia seguinte.

expressoAs Tartarugas Marinhas em Cabo Verde integram essa lista. É dado especial destaque às ilhas da Boavista, do Maio e de Santiago, bem como às actividades desenvolvidas pela Universidade do Algarve, com o apoio do Oceanário de Lisboa.          (clique na imagem para ler toda a notícia publicada no Expresso online…)

Há, também, nessa reportagem, uma breve referência ao Programa SADA, actualmente a arrancar na ilha do Príncipe (São Tomé e Príncipe)…


nasceu um blog irmão!

28 Dezembro 2008

São Tomé e Príncipe, o mais pequeno país de África, acolhe quatro populações reprodutoras de tartarugas marinhas: Chelonia mydas, Lepidochelys olivacea, Eretmochelys imbricata e Dermochelys coriacea. Em linguagem local diz-se mão branca, tàtô, sada e ambulância!

Embora o país seja já signatário da CITES, não há legislação nacional a proteger as tartarugas marinhas. As suas populações decrescem de ano para ano e o risco de extirpação, a breve prazo, em especial da Lepidochelys olivacea e da Eretmochelys imbricata é real! Mas há alguma esperança, porque dentro e fora do país há já quem queira ver esta tendência inverter-se…

Por isso, está-se a começar uma nova tentativa para contribuir no esforço de recuperação desta situação lamentável. O novo blog TARTARUGAS EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE é, assim, uma forma de ir divulgando esta faceta desta realidade e, também, relatar os resultados que forem sendo alcançados!